Introdução ao curso de Game Maker

Todos nós sabemos que jogar jogos de computador é divertido. Mas o que muitas pessoas não percebem é que é realmente mais divertido projetar seus próprios jogos de computador e deixar que outras pessoas possam jogá-los!

Agora, fazer jogos de computador normalmente não é uma coisa simples e os jogos comerciais que você compra hoje em dia, geralmente demoraram de dois a três anos de desenvolvimento com equipes de qualquer lugar entre 10 e 50 pessoas e orçamentos que pode facilmente chegam a milhões de dólares.

Para não mencionar o fato de que todas essas pessoas são altamente experientes: programadores, designers de arte, técnicos de som, etc.

Mas isso mudou com o advento da GameMaker: Studio.

Com GameMaker: Studio você pode começar a prototipar e criar seus próprios jogos de computador de forma rápida e fácil, sem a necessidade absoluta de aprender uma linguagem de programação.

GameMaker: Studio oferece uma interface intuitiva e fácil de usar ao estilo arrastar-e-soltar (referido como ‘DnD “de agora em diante) de ícones de ação que permitem que você possa começar na criação de seus próprios jogos muito rapidamente.

Você pode importar e criar imagens e sons para usar em objetos e, em seguida, ver instantaneamente os resultados de suas ações com o pressionar de um botão. Obviamente, você quer começar o mais rapidamente possível, de modo que o GameMaker: Studio é fornecido com uma série de tutoriais e demos que você pode importar e usar para ir direto para o trabalho. Estes tutoriais contêm muitos sprites e gráficos que são concebidos como “detentores de lugar” para onde você quer ir, mas eles não são para uso de um jogo acabo. Deve-se notar aqui que GameMaker: Studio concentra-se em jogos bidimensionais e muitos grandes jogos usam a tecnologia do sprite 2D, embora eles se parecem muito com o 3D quando (isso não significa que ele não possa trabalhar com o 3D) se está jogando.

Como mencionado anteriormente, é necessário atribuir imagens (sprites) e outras coisas a objetos, que são facilmente definidos no seu jogo através dos ícones de ação DND de modo a dar-lhes propriedades e comportamento, após o qual você pode colocá-los em quartos(rooms), juntamente com fundos e outras coisas para dar ao seu jogo a aparência que você deseja. É nestes quartos(rooms) que o jogo irá acontecer, e eles podem ser considerados essencialmente como “níveis” para o seu jogo.

Se você dominar a interface DnD e como ela funciona para controlar coisas básicas em objetos, você pode em seguida, passar a aprender a fácil linguagem de programação GML que lhe dá muito mais controle sobre todos os aspectos do GameMaker: Studio.

Meu canal no youtube

Em meu canal do youtube leciono gratuitamente aulas de game maker, assiste la 🙂

Por fim é isso, crítica e sugestões, deixe nos comentários ^^